segunda-feira, 23 de julho de 2012

Lunática





Ela queria ir a lua. Trancaram-na num hospício. Fecharam as janelas. Disseram que era longe demais. Furada demais. Inconstante demais. Disseram para deixar de ser lunática, problemática, democrática.  Mandaram colocar os pés no chão. Mas ela não aguentava mais. Não suportava mais a gravidade. A disparidade. A humanidade. Precisava ir a lua. Não sentir o peso do mundo nas costas. Não ver mais o tempo passar. Encontrar S. Jorge (....) e o Dragão.

Um comentário:

  1. lindo, lembrei de algumas mulheres inconstantes que passaram pela minha vida

    ResponderExcluir